SPTrans divulga nova rede de linhas de ônibus em São Paulo

Cidade será dividida em 21 setores e serão três modelos de serviços.

A SPTrans divulgou nesta quinta-feira, dia 28 de maio de 2015, a nova distribuição de linhas de ônibus que deve ser implantada  na cidade de São Paulo.

Serão criados 21 setores, sendo que cada um vai ter ao menos uma região central de bairro.

Os setores devem reunir ao menos 20% de viagens entre bairros da mesma região. A divisão ficou em: 1 Perus/Brasilândia, 2 Pirituba/Freguesia do Ó, 3 Santana/Casa Verde/V. Maria, 4 Tucuruvi/Mandaqui, 5 São Miguel/Itaim Paulista, 6 Penha/Ermelino Matarazzo, 7 Guaianazes/C. Tiradentes/S. Mateus, 8 Cid. Líder/Carrão, 9 Sapopemba/V. Prudente, 10 Sacomã/Ipiranga, 11 Pedreira/Jabaquara, 12 Grajaú/Parelheiros, 13 Jd. Ângela, 14 Capão Redondo/Campo Limpo, 15 Raposo/V. Sônia/Butantã, 16 Lapa/Barra Funda/Alto de Pinheiros, 17 Pinheiros, 18 Santo Amaro, 19 Saúde/V. Mariana, 20 Área Central, 21 Tatuapé/Belém/Mooca.

Os serviços continuam divididos entre estruturais e locais.

No sistema estrutural, que abrange as ligações de maior demanda, haverá linhas radiais e perimetrais, unindo diferentes regiões ou um setor até o centro da cidade.

Também estão previstos três modelos operacionais:

SERVIÇOS DE REFERÊNCIA
Linhas que operam ao longo do dia inteiro nos dias úteis e sábados + Linhas da Madrugada
Linhas que operam ao longo do dia inteiro aos Domingos

SERVIÇOS DE REFORÇO DE REDE
Linhas que operam apenas nos períodos de pico, ou em outros horários específicos, para reforçar a operação do Serviço de Referência

SERVIÇOS ESPECIAIS
Linhas oferecidas para atendimento de demandas eventuais

Confira os modelos gerais neste link:

Confira a relação de todas as linhas em:

A SPTrans ressalta que as linhas são propostas e pode haver alterações em nota:
As informações contidas nesta comunicação são o resultado da primeira etapa dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela SPTrans com o objetivo de reformular a atual rede de linhas de ônibus de São Paulo.
 
Inicialmente apresentam-se os conceitos que vêm orientando a formulação da nova rede de ônibus da cidade, com destaque para a permanência da atual subdivisão das linhas entre linhas  estruturais e linhas locais, a divisão da cidade em setores de transporte coletivo e a criação de novas linhas perimetrais, entre outras propostas inovadoras.
 
A segunda parte do material é uma listagem das linhas propostas até o momento, destacando o código provisório de identificação, a relação  de cada linha proposta com alguma linha existente, se é
o caso, bem como a classificação, tipologia e modelo operacional.
 
Vale ressaltar que a listagem de linhas anexa constitui uma proposta preliminar e que os trabalhos continuam visando seu aperfeiçoamento.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Comentários
0 Comentários

0 comentários: