Obras da Linha 6 laranja terão 20 frentes de trabalho este ano


Em obras desde o ano passado, a Linha 6-Laranja deve abrir outras 10 frentes de trabalho até o final de 2016, somando ao todo 20 grupos, de acordo com informações do Consórcio Move São Paulo, responsável pela construção e futuramente operação da nova ligação metroviária.

A previsão é que a nova linha esteja pronta em 2020. Os trabalhos eram previstos para serem iniciados no início de 2010, depois adiado para 2012 e, posteriormente, para julho de 2013. Somente após a assinatura da Parceria Público Privado (PPP) entre o governo estadual e a iniciativa privada, feita naquele ano, que o projeto de ligação sobre trilhos entre o centro da capital paulista e a zona norte, começou de fato a sair do papel.

A ideia de constituir uma PPP partiu do Governo Alckmin, em direção contrária da gestão anterior onde previa apenas recursos públicos na construção da linha.

O valor do empreendimento é avaliado em R$ 9,6 bilhões, sendo que R$ 8,9 bilhões são divididos entre o Governo do Estado (50%) e o consórcio (50%). O restante é referente às desapropriações que serão executadas pelo Estado.

A Linha 6 vai ligar a Vila Brasilândia à estação São Joaquim (Linha 1-Azul), com 15,9 quilômetros de extensão e 15 estações, atendendo os bairros de Brasilândia, Freguesia do Ó, Pompeia, Perdizes, Sumaré e Bela Vista. Vai se integrar com as linhas 7 e 8 da CPTM, na futura estação Água Branca; Linha 4, na futura estação Higienópolis-Mackenzie; e Linha 1, na estação São Joaquim. O percurso todo será feito em 27 minutos.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários: