'A Cidade dos Rios Invisíveis' narra histórias de enchentes em uma viagem pela Linha 12 da CPTM

Espetáculo do Coletivo Estopô Balaio é inspirado em 'As Cidades Invisíveis', de Italo Calvino

O Coletivo Estopô Balaio convida o público para uma viagem teatral pela Linha 12 – Safira da CPTM em mais uma temporada de “A Cidade dos Rios Invisíveis”. O espetáculo tem apresentações entre 29 de abril e 5 de junho, de sexta-feira a domingo, sempre às 14h. O percurso parte da estação Brás e segue em direção ao Jardim Romano, na zona leste.

A entrada é Catraca Livre, no entanto, os espectadores precisam pagar a passagem do transporte público. Além disso, para assistir à peça, é necessário fazer uma reserva pelo e-mail acidadedosriosinvisiveis@gmail.com. A trupe responderá a mensagem, indicando o ponto de encontro da sessão.

Inspirada no romance “As Cidades Invisíveis”, do escritor cubano Italo Calvino (1923-1985), a peça narra histórias dos bairros cortados pela linha do trem e das enchentes que inundam todos anos as ruas desses lugares. Logo que encontra a companhia, o público recebe fones de ouvido que reproduzem essas narrativas a partir de depoimentos de moradores, músicas e poesias.

Em seguida, ao desembarcar na estação Jardim Romano, os visitantes são conduzidos em uma caminhada pelas ruas do bairro e ouvem mais tragédias sobre os alagamentos, contadas a partir da dança de rua, do rap e do graffiti.

Com direção de João Júnior, o espetáculo é a última parte da “Trilogia das Águas”, que, desde 2012, narra histórias de enchentes vividas pelos moradores desse bairro. As outras peças da sequência são “Daqui a Pouco o Peixe Pula” e “O Que Sobrou do Rio”.

O elenco é formado por Ana Carolina Marinho, Juão Nin, Johnny Salaberg e Renato Caetano, além dos atores-moradores Adrielle Rezende, Bruno Cavalcante, Bruno Fuziwara, Keli Andrade e Paulo Oliveira
Confira a galeria de imagens aqui.

Assista abaixo ao teaser de “A Cidade dos Rios Invisíveis:


Vimos no Catraca Livre
Comentários
0 Comentários

0 comentários: