Integração entre Metrô/CPTM e ônibus sobe para R$ 6,80 a partir de 8 de janeiro

Bilhete único integrado temporal também terá reajuste e Semanal será extinto

Como havia informado o Diário do Transporte nesta manhã de sexta-feira, 30 de dezembro de 2016,  a Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo confirmou agora há pouco por meio de nota que a tarifa integração entre Metrô/CPTM e ônibus municipais da SPTrans vai subir no dia 8 de janeiro.

A integração passa dos atuais R$ 5,92 para R$ 6,80. Já o Bilhete Único diário integrado entre o sistema de Trilhos e o ônibus fica em R$ 20 e só de um sistema terá custo de R$ 15.

O bilhete único mensal passará a custar R$ 190 (só o ônibus ou só sistema de trem/metrô) ou R$ 300 integrado (ônibus e trilhos). O Bilhete Único Semanal foi extinto.

A tarifa básica dos ônibus municipais de São Paulo e dos trens e Metrô fica em 2017 congelada, custando R$ 3,80.

Acompanhe a nota oficial

Metrô, CPTM e SPTrans mantêm tarifa básica para 2017: Decisão conjunta de Estado e Município de São Paulo beneficia usuários com o congelamento do valor. A Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado (STM) e a Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) da futura gestão da Prefeitura de São Paulo decidiram que a tarifa básica do Metrô, da CPTM e dos ônibus da SPTrans será mantida em R$ 3,80 no ano que vem, medida que congela o valor praticado em 2016.

O bilhete Integrado ônibus municipal e trilhos terá desconto de 10,5% sobre a tarifa básica, passando de R$ R$ 5,92 para R$ 6,80.

O bilhete 24 horas (indicado para mais de 4 viagens em 24h e, especialmente, para turistas) ficará em R$ 15 o comum e R$ 20 o integrado. O Mensal, que não é reajustado há três anos, passará a custar R$ 190 o comum (sugerido para mais de 50 viagens) e R$ 300 o integrado (sugerido para mais de 44 viagens).

Também em decisão conjunta entre as secretarias, o bilhete Semanal será extinto em todas as suas modalidades, já que há baixa adesão a essa modalidade (menos de 0,05%).

O desconto do bilhete Fidelidade, por sua vez, será de até 10,5%, de acordo com o número de viagens. O mesmo percentual será aplicado aos bilhetes Madrugador (Metrô, das 4h40 às 6h15; e CPTM, das 4h40 às 5h35); e Da Hora (das 9h às 10h, nas linhas 8, 9 e 5), ambos fixados em R$ 3,40.

As novas tarifas passarão a vigorar a partir de 8 de janeiro de 2017.

Vimos no Diário do Transporte

Comentários
0 Comentários

0 comentários: